pt
en
aa+
-aa

Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação.

ACEITO

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico publicou hoje um relatório independente sobre a Comissão Orçamental Escocesa (SFC, na sigla em inglês), a instituição que realiza as previsões económicas oficiais da Escócia. Carlos Marinheiro fez parte da equipa técnica que conduziu esta análise.

 

No seu discurso, o vogal não executivo do Conselho Superior do CFP sublinhou que a Comissão mantém "uma comunicação relativamente pouco frequente com o público", uma vez que publica apenas dois grandes relatórios durante o ano, um em maio e outro em dezembro, defendendo que "a publicação adicional de relatórios sobre os temas económicos e orçamentais da Escócia iria aumentar a transparência orçamental e fornecer mais informação independente ao público escocês que poderiam melhorar a qualidade do debate sobre as opções orçamentais".

 

Marinheiro disse ainda que "a Comissão tem feito excelentes progressos num curto período de tempo" e que "os seus métodos e resultados são tecnicamente sólidas", considerando que "a instituição ganhou respeito da maioria das partes interessadas".

 

"A Comissão está sempre a estudar formas de melhorar ainda mais os seus resultados", disse, acrescentando que, "para isso, a Comissão vai precisar do apoio dessas partes interessadas [e] isto depende do reconhecimento que façam do valor que uma instituição fiscal independente mais forte e uma transparência fiscal adicional trarão para a Escócia".

 

A OCDE fez uma série de recomendações que serão discutidas com o Parlamento e com o Governo escoceses ao longo dos próximos meses, à medida que a Comissão desenvolver o seu próximo plano de atividades.

 

Notícias . 29 outubro 2019