Ir para o conteúdo principal
pt | en
aa+
-aa

Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação.

ACEITO

Esta publicação analisa a execução orçamental do conjunto das administrações públicas e de cada um dos seus subsectores durante o primeiro trimestre de 2013. Fá-lo na perspectiva da contabilidade nacional. Com este documento, o Conselho das Finanças Públicas (CFP) inicia a publicação regular de relatórios de apreciação à execução orçamental numa base trimestral. Esta linha de produção dá cumprimento à atribuição estatutária de acompanhamento da execução orçamental.

 

O acompanhamento ao longo do ano da evolução da situação orçamental e da dívida das administrações públicas, em termos globais e por subsector, é uma base importante da avaliação do cumprimento das regras orçamentais estabelecidas, que constitui outra das atribuições do CFP.

 

Neste domínio, é particularmente importante avaliar atempadamente a coerência entre a execução orçamental e os objetivos fixados para o défice e para a dívida de acordo com as definições de Maastricht, relevantes para a avaliação no âmbito do procedimento relativo aos défices excessivos (PDE). Assim, o acompanhamento a realizar pelo CFP privilegia a análise das estatísticas financeiras e não financeiras reportadas trimestralmente pelo Banco de Portugal e pelo INE às autoridades estatísticas europeias, em base de contas nacionais, coerente com as regras do PDE.

 

A estrutura do Relatório n.º 5/2013 é a seguinte:

  • Introdução
  • Principais desenvolvimento orçamentais
  • Evolução da Dívida Pública
  • Anexos
Execução Orçamental . Relatório nº 5/2013 . 17 julho 2013