Ir para o conteúdo principal
pt | en
aa+
-aa

Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação.

ACEITO

O Conselho Superior é o órgão máximo do CFP, sendo responsável pelo cumprimento da sua missão e pela prossecução das suas atribuições. Também a definição do plano de atividades e a aprovação dos regulamentos internos do CFP são da competência deste órgão.

 

O Conselho Superior é um órgão colegial constituído por cinco membros, nomeados pelo Conselho de Ministros sob proposta conjunta do Presidente do Tribunal de Contas e do Governador do Banco de Portugal.

Data da última atualização: 27/11/2023

Membros


Nazaré Costa Cabral

Nazaré da Costa Cabral

Presidente

Licenciada em Direito (1994) pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e em Economia (2015) pela Nova SBE – School of Business & Economics. Com mestrado (1998) e doutoramento (2007) em Direito também pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

 

Professora Associada com Agregação da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, lecionou ainda em várias universidades portuguesas e estrangeiras, tendo uma forte atividade como investigadora, com diversos livros e artigos publicados, sobretudo nos domínios das finanças públicas, da orçamentação pública e da segurança social.

 

Entre 1997 e 2002 e entre 2005 e 2007, desempenhou funções de assessoria e consultadoria jurídicas em gabinetes governamentais nas áreas do Trabalho e da Segurança Social. Neste período, integrou também vários grupos de trabalho que reviram diplomas legais nos domínios da segurança social.

 

Mais tarde, em 2015 e 2016, integrou o projeto “National feasibility assessment of the different European unemployment benefit scheme options”,  do consórcio liderado pelo Centre for European Policy Studies (CEPS), junto da Comissão Europeia, e encarregue de avaliar as condições e exequibilidade de criação de um subsídio de desemprego à escala europeia.

 

Mais recentemente, em 2018, foi membro do Grupo de Peritos de Alto Nível em Pensões e perita no projeto europeu MoveS (Network of independent experts in the fields of free movement of workers (FMW) and social security coordination), num consórcio liderado pela EFTHEIA com a Comissão Europeia.

 

Nazaré da Costa Cabral é Presidente do Conselho Superior do CFP desde março de 2019, nomeada com a Resolução do Conselho de Ministros n.º 34/2019, de 15 de Fevereiro.


Paul de Grauwe

Paul de Grauwe

Vice-Presidente

Paul De Grauwe é atualmente John Paulson Chair in European Political Economy, da London School of Economics. De nacionalidade belga, foi membro do Parlamento do seu país entre 1991 e 2003. Foi membro do Grupo de Análise da Política Económica, órgão de aconselhamento do Presidente Durão Barroso. É investigador do Centre for European Policy Studies em Bruxelas e do Centre for Economic Policy Research em Londres.

 

As suas áreas de investigação incidem sobre as relações monetárias internacionais, a integração monetária, a teoria e a análise empírica dos mercados cambiais e a macroeconomia em economias abertas.

 

A sua vastíssima lista de publicações inclui artigos disponíveis nos sites do CEPS, do CEPR e de outros think tanks, além de livros de que se destaca  “The Economics of Monetary Union”, Oxford, “International Money. Post-war Trends and Theories”, Oxford, “The exchange rate in a behavioural finance framework”, Princeton, 2006 e Lectures on Behavioral Macroeconomics, 2012.

 

Foi nomeado Vice-Presidente do Conselho Superior do CFP em julho de 2017, com a Resolução do Conselho de Ministros n.º 105/2017, de 19 de julho, e tomou posse em setembro do mesmo ano.


Miguel St. Aubyn

Miguel St. Aubyn

Vogal Executivo

Miguel St. Aubyn, professor catedrático de Economia do ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão, da Universidade de Lisboa. Doutorado em Economia pela London Business School, da Universidade de Londres, ensinou desde 1989 macroeconomia e economia da educação em cursos de licenciatura, mestrado e doutoramento no ISEG e noutras faculdades.

 

Coordenou equipas do ISEG que desenvolveram estudos para a Comissão Europeia e para o Governo Português. Desenvolveu a sua atividade de investigação na área da macroeconomia, da análise da eficiência da despesa pública e do crescimento económico. É autor ou coautor de vários livros e capítulos de livros, e de artigos em revistas científicas internacionais como Applied Economics, Energy Economics, Ecological Economics, Economics of Education Review e outras.

 

Foi nomeado Vogal Executivo do Conselho Superior do CFP em julho de 2017, com a Resolução do Conselho de Ministros n.º 105/2017, de 19 de julho, e tomou posse em setembro do mesmo ano.


Noémia Goulart

Noémia Goulart

Vogal Não Executiva

Noémia Goulart é Vogal Não Executiva do Conselho Superior do Conselho das Finanças Públicas desde dezembro de 2022 e técnica superior de estatística do Instituto Nacional de Estatística, tendo desempenhado funções no Departamento de Contas Nacionais entre janeiro de 1999 e março de 2005, nas áreas de metodologia das Contas Nacionais e das Contas do setor das Administrações Públicas.

 

Detém uma Licenciatura em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa (1997) e uma especialização em Corporate Finance aplicada pelo Centro de Investigação de Mercados e Ativos Financeiros do INDEG - Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (1999), além de um Curso Avançado de Gestão Pública do Instituto Nacional de Administração, I. P. Detém ainda a parte curricular do mestrado em Economia e Estudos Europeus pelo Instituto Superior de Economia e Gestão, Universidade Técnica de Lisboa (2004) e do Mestrado em Economia e Políticas Públicas no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (2015).

 

Desde setembro de 2020 e até à sua nomeação para o CFP – onde exerceu de janeiro de 2013 a maio de 2016 a coordenação técnica da área de finanças públicas – foi coordenadora da Unidade de Implementação da Lei de Enquadramento Orçamental (UniLEO).

 

Noémia Goulart exerceu o cargo de vice-presidente do conselho diretivo do Instituto da Segurança Social, I.P. de dezembro de 2019 a agosto de 2020, tendo desempenhado, entre maio de 2016 e dezembro de 2019, funções de vogal do conselho diretivo do Instituto da Segurança Social, I.P. e de vogal do conselho diretivo do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social de junho de 2009 a outubro de 2012.

 

Foi nomeada Vogal Não Executiva do Conselho Superior do CFP com a Resolução do Conselho de Ministros n.º 117/2022, de 25 de novembro, e tomou posse em dezembro do mesmo ano.


Evi Pappa

Evi Pappa

Vogal Não Executiva

Evi Pappa é Vogal Não Executiva do Conselho Superior do Conselho das Finanças Públicas desde dezembro de 2022 e professora de Macroeconomia na Universidad Carlos III de Madrid.

 

Concluiu o seu doutoramento em Economia na Universitat Pompeu Fabra de Barcelona. A sua atividade tem assumido relevo quer na dimensão académica quer de política económica. É membro do CEPR-EABCN Euro Area Business Cycle Dating Committee e do Comité Permanente de Mulheres em Economia da Associação Económica Europeia. É coeditora da European Economic Review e editora associada de várias outras revistas académicas. É também research fellow do Centre for Economic Policy Research (CEPR) e foi membro do comité do European Research Council (ERC) Starting Grant 2021. Tem também ligações estreitas com instituições públicas, sendo consultora académica no Banco de Espanha e no Banco do Canadá.

 

No passado, ocupou cargos em diferentes universidades na Europa (The London School of Economics, Bocconi University, Universidad Autonoma de Barcelona, University of Bern e Instituto Universitário Europeu), e foi visiting researcher em diversos bancos centrais (Banco de Inglaterra, Banco Central Europeu, Banco da Reserva Federal de Atlanta, Banco Norges e RiksBank).
É reconhecida internacionalmente pelo seu trabalho sobre política orçamental, um tema em que tem trabalhado intensivamente ao longo da sua carreira académica. 

 

Foi nomeada Vogal Não Executiva do Conselho Superior do CFP com a Resolução do Conselho de Ministros n.º 117/2022, de 25 de novembro, e tomou posse em dezembro desse ano.


Anteriores Membros