Ir para o conteúdo principal
Ir para a Homepage
pt | en
aa+
-aa

Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação.

ACEITO
politica orçamental

Nesta Publicação Ocasional, Paul De Grauwe documenta o facto de, em comparação com outros países da União Europeia (UE), o Governo português ter feito escolhas de política orçamental relativamente cautelosas durante a pandemia. A maioria dos países da União Europeia assumiu posições orçamentais mais expansionistas do que Portugal. 

 

O vice-presidente do Conselho Superior do CFP também encontra evidência empírica que sugere que os países que utilizaram mais estímulos orçamentais conseguiram reduzir os efeitos negativos da pandemia no Produto Interno Bruto (PIB). Isto levanta a questão de saber se o governo português fez uma escolha acertada de política orçamental durante a pandemia. 

 

O autor defende que outros fatores, que não apenas a orientação da política orçamental, são importantes para explicar o desempenho diferenciado em termos de crescimento económico. “Além disso, provavelmente é muito cedo para dizer se o governo português fez as escolhas acertadas de política orçamental”, conclui.

 

O texto encontra-se apenas disponível em língua inglesa.

Outras Publicações . Publicação ocasional nº 1 . 04 maio 2021