pt
en
aa+
-aa

Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação.

ACEITO

A presidente do Conselho das Finanças Públicas participou esta segunda-feira, Dia Internacional contra a Corrupção, na Conferência “Finanças, Ética, Fraude e Corrupção”.

 

Nazaré da Costa Cabral integrou o painel “Ética e Corrupção nas Instituições Financeiras”, moderado pela jornalista Elisabete Miranda, do ‘Expresso’, onde se pronunciou sobre o papel que as instituições de controlo podem ter e, em particular, o Conselho das Finanças Públicas, no combate à corrupção.  

 

De acordo com a presidente do CFP, as instituições de controlo orçamental, como o Tribunal de Contas, e as instituições de vigilância orçamental, como o CFP, têm um papel importante, pois não só são “promotoras e destinatárias da concretização do princípio da transparência”, como a sua “ação de monitorização permite identificar despesismos e ineficiências, favorecendo o maior escrutínio público e forçando assim todos os responsáveis a condutas mais rigorosas e fundamentadas, considerando o seu impacto sobre as contas públicas”.

 

A conferência, promovida pela Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), pelo Observatório de Economia e Gestão de Fraude (OBEGEF), pelo Instituto de Direito Económico Financeiro e Fiscal (IDEFF) da Faculdade de Direito de Lisboa, e pelo Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa (ISCAL), teve lugar no Auditório Domingues de Azevedo da OCC.

 

 

Intervenções Públicas . 09 dezembro 2019