Ir para o conteúdo principal
pt | en
aa+
-aa

Na sequência da divulgação, a 30 de setembro de 2013, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e pelo Banco de Portugal (BdP) das contas nacionais trimestrais por sector institucional relativas ao 1.º semestre de 2013, o presente relatório analisa os desenvolvimentos orçamentais do sector das administrações públicas nesse período e a sua coerência com os objetivos anuais fixados para o défice e para a dívida pública. Aproveita-se igualmente para dar nota das principais alterações que a 2.ª notificação do ano, respeitante ao Procedimento dos Défices Excessivos (PDE), introduziu no saldo e na dívida das administrações públicas relativamente no período de 2009 a 2013.

 

À semelhança do procedimento seguido em anteriores relatórios, os agregados orçamentais das administrações públicas foram ajustados dos efeitos de medidas temporárias, não recorrentes e outros fatores especiais, permitindo desta forma uma melhor avaliação do esforço de consolidação. No âmbito da dívida pública analisam-se em detalhe os outros fatores que, para além do défice, explicam a variação deste indicador.

 

Os dados subjacentes ao presente relatório têm um caráter preliminar e estão sujeitos a eventuais atualizações, tal como sucedeu relativamente aos do 1.º trimestre.

Data da última atualização: 10/10/2013

Evolução Orçamental . Relatório nº 6/2013 . 10 outubro 2013